Sete Anos de PontoCob

No mês de setembro comemoramos sete anos de empresa, sete anos que desenvolvemos nosso software de cobrança PontoCob.

O tempo passa muito rápido. Lembro cada momento de definição e cada momento de indefinição (risos). Quero, através deste Post, contar um pouco de como surgiu a idéia de desenvolver e criar esta solução que hoje tem ajudado várias empresas a controlar e recuperar os seus créditos.

2009 ............ Ano de fundação da empresa

Este ano foi marcante para a minha vida, pois estava ainda trabalhando na Datasul SC e que logo havia se unido com a atual empresa ACTVS. Estavamos alinhando esta fusão, quando pra mim esta fusão não se tornou atraente e decidi então que não iria fazer parte desta nova empresa. Podem ter certeza, por alguns momentos me arrependi muito.

Porém decidido, resolvi unir forças com grandes amigos, com pessoas que me apoiaram. Incentivos financeiros com investidores que hoje são sócios desta empresa. Ano de crise, eu não sabia o que era isso. Trabalhei por conta numa grande empresa, a qual me gerava subsídio para manter dois profissionais. Creio que aqui vale ressaltar o nome do Samuel, que também se desligou da Totvs para participar deste desafio.

Neste primeiro ano trabalhamos para conhecer a tecnologia que seria desenvolvido o nosso produto. A concepção da solução veio devido as demandas atuais do mercado, a qual não havia ferramentas de mercado especialista para a necessidade nos grandes ERP´s. 

Segue para visualização o Termo de Abertura do projeto PontoCob para vossa apreciação. Ver Termo de Abertura.

Se funcionou exatamente como descrito? Não, não aconteceu exatamente assim.

2010 ............ Ano do desenvolvimento

Muito tempo investido, muita $$ grana investida. Tudo que entrava parecia que escorria porta a fora. Neste ano tivemos um crescimento exponencial. Já tinhamos dois clientes, porém na área de serviços. Tivemos um crescimento exponencial, várias contratações, várias trocas, muito desgaste, porém foi muito importante pois tivemos um grande avanço no desenvolvimento de nosso software de cobrança. Enquanto que uma equipe trabalhava na frente de serviços, tinhamos outra no desenvolvimento do sistema de cobrança. O que se ganhava, pagava a outra equipe.

Se estávamos no caminho certo? Sim, estávamos, porém com a incerteza de até quando conseguiríamos manter esta situação.

O ano se passou e conseguimos firmar uma base para testes do produto em uma grande empresa que logo mais se tornou nosso primeiro cliente do produto.

2011 ............ Nosso primeiro cliente

Nosso primeiro cliente, Schulz S.A. Obrigado! Foi um momento de grande alegria a qual tivemos, nosso primeiro cliente utilzando a nossa solução em cobrança. Foram vários meses de ajustes, adequações e correções. Muitas semanas dentro do cliente, enfim, tivemos resultados positivo. Nosso primeiro cliente ainda utilza o sistema a todo vapor. Obrigado ao Jorge Felisberto, Rubens Seara e Emivili Vicenti Junior. Estas pessoas foram fundamentais para o sucesso da implantação.

Este ano ainda nos reservaria surpresas. Após este projeto no ar, dois novos clientes surgiram e adquiriram a solução. Em momentos diferentes, porém nos encheu de ânimo e esperança.

2012 ............ Implantando as soluções

Após surgirmos no mercado de soluções para área de cobrança, aos poucos fomos sendo descoberto no mercado. Ainda haveria de aparecer novos negócios no mesmo ano. Este ano foi marcado pelas implantações do sistema em grandes clientes.

Ainda com força total nos serviços, mais e mais pessoas foram contratadas. Já havíamos mudado de sede, estávamos num ambiente maior. Os negócios só davam certo. Novos clentes, novos serviços, muitas pessoas envolvidas. Dinheiro entrava, dinheiro escorria.

2013 ............ Ops! Os serviços diminuíram ou acabaram

E agora? Quem vai continuar bancando o desenvolvimento do sistema PontoCob? O ano terminou com redução de quadro drasticamente, contratos encerrados. As perspectivas para o próximo ano não eram das melhores. Com alguma reserva, iniciamos as adequações necessárias. De volta alguns colaboradores, outros se foram, alguns até por conta própria e sem explicações, sumiram, deixarm serviços pendentes, como vamos nos virar agora?

Vamos esperar o que o próximo ano nos reserva.

2014 ............ Ano extremamente difícil

Sem perspectiva de novos negócios, achamos que íamos fechar. Nos seguramos como podíamos. Eu vou te dizer uma coisa, não sei daonde conseguimos o dinheiro para manter as portas abertas. Bom, todoas as reservas se foram, inclusive as minhas, pois fazia tempo que não recebia salário. As contas não paravam de chegar, mas mantemos sempre o compromisso com os nossos fornecedores e impostos. Não devíamos nada, aliás, sim precisamos fazer um empréstimo no banco, que graças a Deus já foi quitado. Mesmo não devendo, não tínhamos crédito, sabe porque? Nunha havíamos precisado dele. O que mais me irritava era ver que todos os meus concorrentes ia de bom a ótimo, pois a economia crescia e de passos largos. Nós estávamos aceitando qualquer projeto, até aqueles que nos deram prejuízo.

O nosso planejamento era enxurgar o excesso e manter o que realmente precisava. Nos mudamos para uma sede menor. Neste ano eu envelheci, dormi pouco, no entanto tivemos a oportunidade de plantar algumas sementes.

Ufa! O ano acabou? Como será o próximo ano?

2015 ............ Consigo enxergar uma alternativa?

Voltamos ao foco. Inadimplência. Várias tentativas foram feitas afim de nos impulsionar para sair da crise atual. Olhamos para dentro de casa, vimos quem estava na equipe e focamos novamente o trabalho no PontoCob. Nossa solução funciona, prova da referência dos nossos clientes, está pronta e pode ser adequada a qualquer circunstância. Vamos em frente. Dedicamos tempo comercial para o sistema, remodelações na estratégia comercial, parcerias comerciais que deram certo. O ano parecia ser ótimo, porém a crise veio e assolou novamente. Desta vez nossa solução era ponto diferencial e fez a diferença para grandes clientes. Novos negócios surgiram e o produto se fortaleceu. Estes novos projetos, novos clientes nos fortaleceram e nos permitiram fazer ainda mais ajustes daquilo que ficou para trás.

2016 ............ Estamos dentro! Estamos no jogo.

Que ano diferente. Até o momento não posso reclamar. Uma das lições que aprendi é que devemos estar sempre preparados para a próxima crise. Devemos ter cautela. Esse ano recebi todos os meus salários, temos reserva e ainda temos projetos a serem fechados. Novas pessoas se integraram a equipe, outras foram. O balanço é muito bom. As perspectivas ainda são boas.

Não posso deixar de agradecer a todos que contribuíram, de alguma forma ou outra. Quero agradecer em especial o meu sócio Saulo André Facchinello e Samuel Facchinello, que entenderam o momento e acreditaram e acreditam na empresa. Também quero agradecer ao profissional Adronilson Junge, que mais do que sócio,  sempre vestiu a camisa, desde quando estagiário e hoje é uma referência em tecnologia para a nossa empresa. Sei que cada um tem o seu sonho e que o meu sonho é que o de todos sejam realizados.

Uma frase marcante para mim neste ano foi "Deus é bondoso em nos deixar plantar o que queremos. Deus é justo para colhermos o que plantamos.", eu não sei quem escreveu, mas reflete e muito tudo aquilo que fizemos até aqui.

2017, 2018 ............ Que venham muito mais.

Estamos preparados para lhe atender. Eu conheço desta história, e convido você a fazer parte dela também. Você tem boas intenções? Precisa do nosso apoio? Tenha a certeza de que você ou sua empresa é fruto daquilo que já plantamos.

Entre em contato conosco e vamos traçar novos planos juntos.

Nossos telefones comerciais são: (47) 3028-1349 e (47) 3028-1348

Você também pode me ligar, (47) 9974-3166 ou envie e-mail para: Joubert@pontosistemas.com.br